FANDOM


Armageddon 2001 1

Armageddon 2001 foi um crossover publicado pela DC Comics, em 1991. Teve vários crossovers com as revistas anuais DC, publicadas entre maio e outubro, além de uma minissérie de duas edições. Escrita por Dennis O'Neil e Archie Goodwin, com arte de Dan Jurgens e finalização de Dick Giordano, Art Thibert e Steve Mitchell.

Cada revista anual explorou potenciais futuros possíveis para seus principais personagens, de forma similar à revista da Marvel Comics "O que aconteceria se...?"

Depois do evento, houveram duas séries limitadas a elas relacionadas: Armageddon: The Alien Agenda (que era uma sequência direta) e Armageddon: Inferno (que era apenas vagamente relacionada a ela).

A TramaEdit

MonarcaEdit

O Monarca era um tirano opressor de uma Terra sombria e distópica de 50 anos no futuro. As pessoas estavam descontentes com este governo, particularmente um cientista chamado Matthew Ryder, um especialista em estudos temporais, que estava convencido de que poderia usar sua tecnologia para viajar no tempo e impedir o maníaco governante de chegar ao poder. Em seus estudos, Ryder aprendeu que no final do século 20, um dos super-heróis da Terra tinha se tornado maligno, e no ano de 2001, este herói tinha matado a todos os seus camaradas, assumindo a identidade do Monarca, começando sua ascensão à dominação global. Uma vez que o Monarca sempre aparecia em uma armadura corporal completa, a sua identidade anterior era desconhecida. Escolhido pelo próprio Monarca para participar de uma experiência de viagem no tempo, Ryder viajou de volta para 1991 (ano em que a série foi publicada), e dez anos antes do massacre de heróis da Terra perpetrado pelo Monarca. Ryder estava determinado a descobrir quem o Monarca realmente era e, se possível, matá-lo antes que ele pudesse ascender ao poder. Como ele viajou através do fluxo tempotal, seu corpo se transformou em uma forma de vida baseada em energia temporal e, ao chegar ao seu destino, assumiu o nome Tempus (Waverider, no original).

Armageddon 2001 2

O Monarca foi o principal antagonista em Armageddon 2001.


TempusEdit

Usando as habilidades sobre-humanas que ganhou durante a sua transformação, Tempus vasculhou vários futuros possíveis de diferentes super-heróis diferentes no Universo DC, vendo o que eles seriam no ano de 2001, quando começou a ascensão ao poder do Monarca. No entanto, ele não foi capaz de identificar exatamente qual o herói que se transformaria no vilão. Depois de várias tentativas, ele começou a repensar a sua abordagem. No entanto, Tempus acidentalmente entrou em contato físico com o Capitão Átomo, desencadeando uma tempestade de energia temporal que abriu uma porta para o futuro, através da qual emergiu o próprio Monarca. Este, ao que parece, tinha acompanhado cada movimento de Tempus no passado, desde que ele deixou o futuro, e apenas aguardou pelo momento ideal para viajar de volta e impedi-lo de apagar a sua existência.

Rapina e ColumbaEdit

Em Rapina e Columba Anual #2, Tempus observou o futuro de Hank Hall, vendo-o lutar e morrer nas mãos do Monarca, em 2001. O poder de Columba interagiu com os de Tempus, permitindo a este observar vários futuros de Rapina, o que levou Tempus a comentar "Não importa o futuro, eles sempre lutam contra ele, mas nunca se transformam nele." Tempus finalmente toca Rapina e Columba ao mesmo tempo, observando a filha dos dois, Unidade, alterando a mente do Monarca. Em Armageddon 2001 #2, em uma batalha posterior com a Liga da Justiça, o Monarca recuou, retirando-se e levando Dawn Granger (a Columba) com ele. Hank Hall (o Rapina), que também era um cativo, viu como o Monarca matou Columba na frente de seus próprios olhos. Sendo criado como dois seres cuja natureza supostamente deveria estar em equilíbrio, Hank ficou furioso quando a natureza pacifista de seu parceiro não pôde mais conter o seu espírito guerreiro. Ele derrotou o Monarca, espancando-o até a morte, só para descobrir a terrível verdade: ele era aquele que seria o Monarca no futuro. Ao ver o corpo morto do Monarca e o dispositivo que ele estava construindo para escravizar a humanidade, Hank ponderou que a Terra precisava de alguém para manter o equilíbrio; sendo assim, ele vestiu a armadura de Monarca e prosseguiu com a construção da máquina. Eventualmente, a Liga da Justiça o encontrou, e o Capitão Átomo, sentindo-se culpado por ter permitido que o Monarca se deslocasse através do fluxo temporal, decidiu enfrentá-lo cara a cara. A batalha resultou no choque entre as energias do Capitão e da armadura do Monarca, criando um portal que enviou os dois de volta no tempo, para o Período Jurássico, na era dos dinossauros.

Armageddon: The Alien AgendaEdit

Quando alienígenas hostis encontraran Monarca e o Capitão Átomo no passado (em algum momento entre 230 e 65 milhões de anos atrás), tentaram recrutar a ambos para auxiliá-los na criação de um Buraco de Minhoca. A criação deste Buraco destruiria o universo em que a Terra primitiva existia, mas permitiria que os alienígenas pudessem viajar livremente. A criação do Buraco de Minhoca dependia de um sofisticado mecanismo em forma de "gatilho". O Capitão Átomo provoca uma explosão na Terra primitiva que impulsiona tanto ele como o gatilho para frente no tempo, na época do Imperador Nero (54-68 d.C.), em Roma. Enquanto isso, o Monarca faz um acordo para recuperar o gatilho, se os alienígenas concordarem em retornar ele a em seu próprio tempo. O Monarca permite que os alienígenas o coloquem em êxtase com um companheiro alienígena e um dispositivo que irá despertá-los perceber o Capitão Átomo. Uma vez desperto, Monarca segue Átomo através de Roma de Nero, o "Velho Oeste" (década de 1890) e, finalmente, na Segunda Guerra Mundial (próximo a 1945 - uma vez que está sendo testada a energia atômica).

Na época da II Guerra Mundial, eles se vêm em meio a teste atômico (do qual Átomo estava ciente, mas o Monarca, não) e o Capitão é arremessado para o presente, enquanto o destino de Monarca é desconhecido.

Armageddon: InfernoEdit

Armageddon: Inferno é a segunda continuação de Armageddon 2001, desta vez apresentando Tempus em sua missão de derrotar a entidade interdimensional chamada Abraxis, e os seus planos para entrar realidade da Nova Terra, usando seus "Daemen" como tropa de choque contra os heróis reunidos por Tempus, em diferentes momentos da existência, e colocados em quatro pontos diferentes no tempo. Nesta mini-série, a Sociedade da Justiça retorna à ativa depois de ter sido "aposentada" para combater uma batalha eternamente repetida no Ragnarok, em Asgard (em 1986, na mini-série Os Últimos Dias da Sociedade da Justiça), lutando contra os demônios em sua própria dimensão nativa, e concedendo poderes aos habitantes desta dimensão, para que pudessem lutar a batalha em seus lugares.

Tie-insEdit

  • Superman Annual #3: Superman tenta libertar o mundo de armas nucleares, mas é morto pelo Batman a pedido do governo dos EUA. O plot era o inverso da famosa série de Frank Miller, O Cavaleiro das Trevas, e contém homenagens a esta história.
  • Batman Annual 15: Um Batman envelhecido é considerado culpado de assassinato pela acidental morte do Pinguim, e condenado à morte. Anarquia, um anarquista anti-vilões, simpatiza com o herói caído e invade a prisão numa tentativa de resgatar Batman horas antes de sua execução. Acreditando em sua própria culpa, o Cruzado Encapuzado inicialmente se recusa a escapar; no entanto, ao descobrir evidências de que o acidente foi engendrado por uma terceira pessoa, ele escapa para perseguir o verdadeiro assassino.
  • Justice League America Annual #5: Guy Gardner inicia seu próprio culto, enquanto Fogo, noiva de Oberon, leva o Besouro Azul à falência. O Caçador de Marte se torna um guru no himalaia, enquanto Gelo se torna uma dona de casa. De tom humorístico, com as revistas da Liga na época.
  • Hawk and Dove Annual #2: A filha de Rapina e Columba combate o Monarca.
  • Hawkworld Annual #2: Gavião Negro e Mulher-Gavião abandonam a aposentadoria para combater um super-robô.
  • The Flash Annual #4: Wally West estava no Programa de Proteção a Testemunhas, mas se torna o Corredor Escarlate novamente para resgatar seu filho meta-humano de sua antiga Galeria de Vilões.
  • Action Comics Annual #3: Superman se torna Presidente dos EUA.
  • L.E.G.I.O.N. '91 Annual #2: Dox e Lady Quark se unem para tentar tomar posse sobre todo o universo.
  • New Titans Annual #7: Asa Noturna lidera a Tropa Titã em ataques de guerrilha contra um governo fascista. OBS: Enquanto a maioria dos anuais não teve nenhuma consequência real nas séries às quais eram ligadas, a edição anual dos Novos Titãs teve consequências significativas nas histórias que se seguiram. O grupo do futuro denominado Tropa Titã mostrado no anual esteve presente na série regular por algum tempo, como personagens aparentemente antagonistas.
  • The Adventures Of Superman Annual #3: Lois Lane morre, enquanto esperava um filho de Superman, e um Superman viúvo eventualmente inicia um romance com Maxima.
  • Detective Comics Annual #4: Batman vs Talia.
  • Justice League Europe Annual #2: A LJE está perdida no tempo.

Por trás dos bastidores...Edit

Armageddon 2001 é geralmente detestado por leitores, que reclamam da desonestidade de sua resolução. A história, inicialmente, tinha sido apresentada como um mistério - Que super-herói ficaria louco, mataria todos os outros heróis, e dominaria o mundo? E por quê? Pistas foram providenciadas.. Mas, em algum momento durante a mini-série, a identidade do futuro-culpado foi vazada: o Capitão Átomo seria aquele que se tornaria o Monarca. A conclusão do Anual da LJE, o último tie-in antes da conclusão da trama, parecia confirmar esse vazamento: Tempus tinha visto o futuro de vários membros da Liga da Justiça Europa, mas não tinha investigado o Capitão Átomo, que estava ausente no momento. O painel final da referida edição mostrou Tempus prestes a tocar o Capitão Átomo, que tinha acabado de voltar, e uma caixa de texto afirmava que a história seria concluída na segunda edição do Armageddon 2001. Em resposta ao vazamento, o final-surpresa foi mudado na última hora: Monarca foi revelado como não sendo o Capitão Átomo, mas sim Rapina. O problema com este final, como muitos fãs apontaram, é que Tempus tinha visto Hank Hall lutar e morrer contra o Monarca, e Columba lhe permitira ver tantos futuros que ele chegou a concluir "Não importa o futuro, ele sempre lutará contra o Monarca, mas nunca se transformará nele.", fazendo de Hank Hall e Dawn Granger os dois únicos heróis que não poderiam ser o Monarca. Ironicamente, eles foram os únicos personagens mostrados nesta situação, e, portanto, qualquer um dos outros personagens principais poderiam ter sido o Monarca sem criar um problema de continuidade. Esta revelação foi extremamente impopular entre os fãs e profissionais, em parte por causa da falha lógica citada acima, e a negligência para com as pistas colocadas em edições anteriores. Além disso, foi necessário que Rapina se comportasse de maneira que muitos acharam estar "fora do personagem". Isso também tornou impossível continuar usando os personagens Rapina e Columba como eram no passado, e levou ao cancelamento da série mensal dos personagens. Karl Kesel, o escritor de Hawk & Dove, comentou que "Rapina e Columba foi sempre uma história de amor. Então um dia, Rapina enlouqueceu e assassinou Columba". Muitos anos depois, a equipe editorial da DC Comics reconheceu que o final, como foi publicado, foi mal executado, e em Batalha por Blüdhaven (uma minissérie desdobramento do evento maior Crise Infinita), realizou um retcon na origem do Monarca, mostrando a transformação do Capitão Átomo no vilão. Posteriormente, um arco de histórias em SJA, revelou que o fim do Armageddon 2001 havia sido falseado por Mordru, que criara uma ilusão de Columba sendo assassinada por um futuro Rapina/Monarca, a fim de manipular o insano Rapina atual. Ele, então, assumiu o controle de Rapina e usou-o para engravidar Columba, para que ela desse à luz uma criança que iria herdar todos os poderes dos Senhores do Caos e dos Lordes da Ordem. A seguir, Mordru lançou um feitiço sobre Columba que a manteve em estado de coma por anos; ela deu à luz uma criança, mas antes que Mordru pudesse possuir o corpo da criança, esta foi possuída por um reencarnado Hector Hall, que envelheceu o corpo da criança até a idade adulta e se tornou o novo Senhor Destino. Muito mais tarde, enquanto procurava por sua esposa Lyta, Hector iria descobrir Columba e tirá-la do feitiço de Mordru, revelando a verdade sobre esses eventos. Columba então descobriria que sua irmã tinha herdado os poderes de Rapina, após a morte de Hank Hall.

ConsequênciasEdit

  • Depois de Armageddon 2001, Tempus continuou a aparecer, principalmente nos títulos do Superman, antes de desempenhar um papel importante no evento Zero Hora (que também teve participação importante de Rapina/Monarca).
  • Nenhum dos futuros alternativos mostrado no Armageddon 2001 tornou-se realidade, e a maioria de seus eventos não teve impacto sobre o Universo DC.
  • Uma exceção foi o crossover dos Novos Titãs, que mostrou um grupo de super adolescentes lutando contra um ditador como poderes divinos (Lorde Caos). Esses personagens já haviam aparecido em Novos Titãs, tendo viajado de volta no tempo para impedir que o seu futuro acontecesse.

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.